domingo, 30 de agosto de 2009

E aí, vai encarar?

Ei, levante-se, vá até o espelho mais próximo, e o encare; o que você vê?
Olhe bem, conhece esse rosto? conhece esse cabelo? essa testa franzida...relaxe, inspire, solte o ar...são tantas coisas para serem ditas para esse olhar, não?
Esse lábio expremido pela expressão de quem não sabe por onde começar, ou talvez de quem seria capaz de perguntar para sí mesmo no espelho;
"_Ei, em que você está pensando?", sem mesmo notar que a pergunta é para sí mesmo...
Você já tinha notado que apareceram algumas rugas novas, ou que está mais magro, ou mais gordo? Você havia percebido que aquele brilho que havia no olhar, não está lá agora?

Não, acho que não!

Sabe quem seria capaz de perguntar para um reflexo no espelho, como se sente?
Alguém que por um minuto resolveu olhar para si mesmo, (mesmo que em um espelho) e percebeu que não consegue encarar mais nem os próprios olhos, alguém que chega em um certo ponto da vida e sente como se estivesse fugindo o tempo todo do instante em que deveria olhar para sí mesmo.

Eu sei como é! Ver todos olhando com ar de que te reprovam, não dói tanto quanto saber que o seu próprio olhar faz isso.

Por que?
Esse olhar no espelho está te fazendo lembrar dos sonhos que ficaram para trás, de alguma atitude covarde, das palavras ditas na hora errada, do silêncio que tomou conta do ambiente, quando um som de trombeta deveria ter sido posto para fora, ou quando alguém estava torcendo para que você dissesse o que deveria ter sido dito...

Esse alguém refletido ai, não parece alguém bom para ser encarado agora, não é?

O despertador toca, o gole de café, o beijo apressado em alguém, a carona que te faz esperar mais que o combinado, e quanto mais tarefas se têm, mais rápido se vai o tempo, falamos com tantas pessoas, vendemos tantos "peixes", e obrigamos todos no decorrer dos nossos dias, a terem a coragem que nós mesmos não temos; a coragem de nos olhar nos olhos...
Sabe, não há nada mais doloroso, que a consciência de que não somos o que dizemos que somos, que não temos o nível de santificação e espiritualidade que insistimos em fazer com que todos acreditem que exista, suportamos a nossa própria face, por que não precisamos encará-la o dia todo.

Entre a difícil, porém gloriosa vida de arrependimento, de clamor, de riso transformado em pranto, de pano de saco, de cinzas sobre a cabeça, e a outra vida, a de louvor próprio, de status, de poder, de pose e cargos como cristão, de confissão,(feita por lábios, mas não de coração)preferimos está, por que?

Por que q primeira seria escolher permanecer o dia todo encarando Deus nos olhos, e não tendo receio algum de sugerir que alguém nos imite!
Não ter de que se esconder!
Já a segunda opção...bem...erga os olhos, o espelho ainda está alí, mas desta vez, troque a pergunta!
Ao invés de:
"_Ei, em que você está pensando?"
Pergunte:
"_Por que você está fazendo isso comigo?"
E se por algum motivo, você sentir pena dessa pessoa ai, no espelho...encare Deus por ela!
Talvez, ao invés de bronca, você seja surpreendido por um abraço afável, e ou palavras de consolo.
É que, ao contrário de todos que nos encaram nos olhos o dia todo, o olhar de Jesus encherga além...
Além daquilo que você mesmo seria capaz de enchergar, mesmo sabendo que aquele no espelho, é você!


Erga a cabeça, pois o céu é para cima!


Jeferson.

3 comentários:

apaesil disse...

Olá Jeferson!!!
Adorei seus textos... muito profundos... Fazem a gente refletir sobre coisas que nós não paramos para pensar...
Continue escrevendo, você tem o dom.
Beijos


Silvia

Andréa Alvares disse...

Verdade,temos que dar uma pausa nas indagações e nos olhar no espelho,principalmente para ver se enchergamos nossa alma..........ADOREI O TEXTO nos faz refletir muito....

MÔNICA disse...

OI...TUDO BEM???ADOREI SEUS TEXTOS.....
Esse olhar no espelho está te fazendo lembrar dos sonhos que ficaram para trás, de alguma atitude covarde, das palavras ditas na hora errada, do silêncio que tomou conta do ambiente, quando um som de trombeta deveria ter sido posto para fora, ou quando alguém estava torcendo para que você dissesse o que deveria ter sido dito...ISSO ACONTECEU COMIGO......NÃO HÁ NADA PIOR DO QUE VOCÊ SE ARREPENDER POR ALGO QUE NÃO FEZ...POR MEDO ..COVARDIA...........E QUE TALVEZ NUNCA + PODERÁ FAZER............FU
ICA COM DÚS